Hospital Sanatório Partenon recebe do Sintergs doação de conversores digitais de TV com objetivo de evitar evasão de pacientes com tuberculose

O Sintergs doou 20 conversores digitais para serem instalados nos aparelhos de TV do Hospital Sanatório Partenon (HSP). A entrega ocorreu na manhã desta quarta-feira (07/02). Apesar de simples, a ação do Sintergs é de extrema importância para evitar a evasão de pacientes do HSP que estão em tratamento da tuberculose.

“Em nome da direção, nos cabe agradecer ao Sintergs por essa doação. A televisão é um elemento importante para tranquilidade e educação dos pacientes internados no HSP. O paciente se mantém conectado com a sociedade com a TV. Essa doação tem significado grande, pois permite que se mantenha esse meio de comunicação e entretenimento, ajudando o paciente e evitando a evasão”, destaca o Dr. Jarbas Figueira Osório, que atende no hsopital.

Ocorre que pacientes do HSP que estão em tratamento para tuberculose multirresistente ficam internados de seis a 18 meses. O perfil do paciente é de miserabilidade extrema e a maioria possui histórico de drogadição, egressos do sistema prisional e doenças psiquiátricas.

Nesse contexto, além de uma equipe multidisciplinar muito qualificada, as TVs são grandes aliadas para manter o paciente no tratamento. Todos os aparelhos das enfermarias do HSP foram doados pelos funcionários. No entanto, com o sinal analógico de TV prestes a ser desligados, as TVs do Hospital Sanatório Partenon ficariam sem funcionar e havia receio que grande parte dos pacientes deixaria o tratamento simplesmente por não haver mais sinal de TV no HSP.

“No HSP tratamos tuberculose, principalmente. E essa doença possui repercussão na sociedade muito grande, embora não tenha um olhar mais atento ainda. É uma doença grave, de contágio, mas tem cura desde que tratada. Sem tratamento ou com abandono de tratamento,a doença fica cada vez mais resistente. E, desse modo, para a cura da doença a internação prolongada é necessária. E a maioria das pessoas com essa doença, devido a sua condição socioeconômica, não consegue fazer o tratamento fora do hospital. Então, esses equipamentos doados pelo Sintergs ajudam demais na adesão do tratamento. O HSP não possui muitos recursos, mas entrega para sociedade grandes resultados. Por isso a importância dessa ação do Sintergs”, salientou Adiles Bringhenti, representante da diretoria do HSP.

O conversor digital não consta na Subsecretaria da Administração Central de Licitações (CELIC), não podendo ser adquirido pelo Estado do RS por meio de licitação ou outro tipo de contratação.

CLIQUE AQUI PARA FAZER DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

Agora, com a doação dos 20 conversores digitais realizada pelo Sintergs, a questão dos televisores do Hospital Sanatório Partenon foi resolvida. Os conversores digitais começam a ser instalados imediatamente.

Participaram da cerimônia de entrega dos conversores digitais o presidente do Sintergs, Nelcir André Varnier, o diretor de Assuntos Funcionais e Qualificação Técnica do Sindicato, Elpídio Jaques de Borba, além de integrantes da direção do HSP Márcia Lima, Maria Lúcia Hamilton Mendes e Sandra Bueno.

Sobre o HSP

O Hospital Sanatório Partenon, primeiro hospital público do Rio Grande do Sul, inaugurado em 27 de janeiro de 1951, é referência nacional em ações e serviços de promoção e recuperação da saúde com ênfase em tuberculose, HIV/AIDS, hepatite e doenças associadas, em âmbito ambulatorial e hospitalar.

O hospital conta com uma equipe multidisciplinar para atendimento individual e grupal e tratamento com supervisão semanal, serviços de psiquiatria e de recreação; grupos operativos e grupos de alcoolistas e unidade de internação para os alcoolistas. Esses serviços sofreram modificações necessárias para atender a novas demandas como o aumento do uso de drogas e de número de casos de Aids e do vírus da hepatite C.