Sintergs é recebido na Casa Civil e entrega reivindicações dos técnicos científicos, especialistas em saúde e extranumerários

A direção do Sintergs foi recebida na manhã desta segunda-feira (26/01) pelo Secretário Adjunto da Casa Civil do Governo do Estado, Janir Branco. A entidade entregou ofício com as reivindicações da categoria dos técnicos científicos, especialistas em saúde e extranumerários. O principal pedido da entidade é que o novo governo encaminhe as demandas da categoria que estão pendentes. Ao todo, o Sintergs entregou ofício com 12 demandas ao Governo do Estado.

O secretário adjunto prometeu levar as demandas para o Secretário Chefe da Casa Civil, Márcio Biolchi. Também assegurou que vai formar um grupo de trabalho para discutir as questões expostas pelo Sintergs.

Na chegada para a audiência, a direção do Sintergs encontrou-se com o governador José Ivo Sartori. Na ocasião, a entidade resumiu ao governador as demandas da categoria.

As demandas dos técnicos científicos, especialistas em saúde e extranumerários inativos apresentadas ao governo do RS:

1. Pagamento da GISAE a todos os técnicos científicos comtemplados pela Lei Estadual número 14.512/2014. Criada no início de junho de 2014, a Gratificação de Incentivo às Atividades Sociais Administrativas e Econômicas (Gisae), que garante um acréscimo nos vencimentos de até 60% do salário básico e que deveria entrar na folha de pagamento de outubro de 2014 dos técnicos científicos, não foi paga pelo Governo do Estado do RS para os servidores lotados na Educação, Saúde e para os inativos (que reúne maior parte dos servidores técnicos científicos).

2. Atualização das promoções atrasadas do quadro de técnicos científicos e especialistas em saúde.

3. Alteração da Lei Estadual 13.417/2010, permitindo aos servidores especialistas em saúde e extranumerários a incorporação da dedicação exclusiva na aposentadoria desde que tenham tido trabalhado recebendo esse adicional por cinco anos consecutivos ou dez anos intercalados.

4. Incorporação da Gratificação de Estímulo Técnico (GET) ao vencimento básico dos Técnicos Científicos.

5. Recomposição das perdas inflacionárias

6. Transformação da GEAPO (Gratificação de Estímulo ao Acompanhamento de Projetos e Obras) em percentual compatível quando de sua criação.

7. Transformar a GICAP (Gratificação de Incentivo à Capacitação) e GECAP Gratificação de Estímulo à Capacitação) em percentual sobre o básico, evitando a defasagem sobre a inflação.

8. Extensão da carga horária de 30 horas semanais para os demais servidores lotados na Secretaria Estadual da Saúde.

9. Equilíbrio salarial entre servidores de nível superior do Estado, de forma a acabar com as diferenças existentes.

10. Pagamento dos precatórios.

11. Correção do salário básico dos extranumerários, correspondendo às promoções dos servidores efetivos.

12. Aprimoramento dos Quadros dos Técnicos Científicos e dos Especialistas em Saúde.encontrocomgovernador