Sintergs lança campanha de doação e busca fortalecer protagonismo na implementação de melhores políticas públicas

O Sintergs vem denunciando e investigando governos e a má gestão no serviço público ano após ano. Com foco não somente nas categorias que representa, o Sindicato combate arduamente gestões que só fazem privilegiar poucos em detrimento do povo, que a cada dia sofre com cada vez menos serviços públicos.

Como forma de conquistar mais força e combater graves desigualdades existentes no RS e no País, o Sintergs lança a campanha de doação. O objetivo é buscar apoio da sociedade que também quer serviços públicos de qualidade e que, de alguma forma, quer se contrapor a grupos com objetivos não tão Republicanos.

CLIQUE AQUI PARA FAZER DOAÇÃO DE QUALQUER VALOR

Recentemente, a sociedade gaúcha descobriu, como se não bastasse mais nada, que empresários perderam o pudor. Segundo noticiado na imprensa do RS, empresários de diferentes setores do RS estão dispostos a, como pessoas físicas, fazer doações para candidatos que “encampem uma visão moderna de Estado”.

Essa “visão moderna de estado” prega, na verdade, que tudo esteja na mão da iniciativa privada. Visa o lucro acima de tudo. Coincidência ou não, os britânicos estão justamente buscando inverter essa lógica. Segundo o colunista Will Hutton, do jornal The Guardian, na Inglaterra pesquisas recentes mostram que 83% da população britânica quer que o Estado volte a controlar serviços públicos. De acordo com o artigo, 75% da população é a favor da nacionalização da água, 77% a favor de que os serviços de eletricidade e gás sejam públicos e 76% a favor do transporte ferroviário nas mãos do Estado.

Pois esse é o foco da campanha de doação do Sintergs. O objetivo é, com esse apoio da sociedade civil, sugerir e auxiliar efetivamente na implementação de políticas públicas que favoreçam a população em geral. Além disso, financiar estudos técnicos, pesquisas de opinião pública sobre a qualidade e melhorias necessárias nos serviços públicos, promover cursos para aprimoramento profissional dos servidores e para promover ações sociais.